quarta-feira, 23 de setembro de 2009

PREFIRO SER UMA METAMORFOSE AMBULANTE



Bem, sei que geralmente eu abordo assuntos mais técnicos, mais específicos, mas... o que vou falar hoje não deixa de ser um assunto relacionado a Educação Ambiental porque vou falar de educação também.
Há alguns meses fui convidada por um antigo e querido amigo que acabara de ser nomeado diretor de uma escola estadual enorme (21 salas por período) para dar “uma força” como professora eventual de aulas de artes. Encarei o desafio de dar algumas aulas, meio período, seria uma boa experiência para me decidir sobre o mestrado...
Após as férias, houve o retorno, as aulas pós-gripe H1N1, professoras grávidas que não poderiam entrar em sala, e uma dessas professoras era de Artes. As 13 turmas de 6ª e 7ª séries dela caíram em meu colo. GENTE DO CÉU, como não dizer não? E lá fui eu...
Neste curto período pude entender o que é encarar uma sala de aula com cerca de 40 alunos totalmente sem limites, sem noções claras sobre respeito, higiene, educação, sociedade, ética, mundo; crianças da periferia, com pouca ou nenhuma expectativa na vida, com pais muito ocupados em manter a sobrevivência da família, ou ocupados demais para prestar atenção na família, ou ocupados em viver suas vidas alheios a vida dos filhos, e alguns poucos muito dedicados e preocupados com suas crianças.
Isso me fez compreender (mas não aceitar) professores que desistem de tentar ensinar e que, prostrados com o dia a dia em sala de aula em vários períodos, acabam apenas cumprindo os protocolos, levando e empurrando, ensinando somente a quem quer aprender. Fora todo o resto, que envolve desde um salário não muito motivador até a convivência com demais funcionários e professores e coordenadores estressados e sobrecarregados também...
Mesmo sabendo ser uma situação provisória eu me dedico a ensinar arte como eu gostaria que o professor do meu filho, que estuda em uma boa escola particular, ensinasse a ele. Me desdobro, me esforço, me irrito, me recomponho, me envolvo, me desespero, me refaço e volto para causa exaurida. Mas quando começo a ver os frutos disso após esses meses, com a maioria das crianças entendendo arte, pensando, pesquisando, criando e trabalhando coletivamente penso: foi a melhor coisa que poderia me acontecer!!!
Tem sido uma experiência transformadora sob diversos aspectos. Viver essa realidade está me fazendo rever e repensar muita coisa inclusive a respeito da educação ambiental, responsabilidade socioambiental, mobilização social e sustentabilidade. Tudo aquilo que é linnnnndo no papel, na novela e na propaganda de banco e sabão em pó, é tão difíííííííícil na vida real... e reclamar que tudo está péssimo na educação é tão mais fácil...
Doar um pouco de si sem esperar recompensas ou condecorações não mata ninguém. Estou mais viva e com absoluta certeza eu tenho aprendido muito mais do que tenho ensinado. Sair da zona de conforto, de discussões filosóficas e acadêmicas e partir para o TRABALHO de fato, na mudança de algo que se sonha é sofrido, cansativo, mas me trouxe uma coisa que curso nenhum pôde me dar, a certeza de que a frase que está fixada neste blog e que eu tanto acredito se aplica.

“Nunca duvide que um pequeno grupo de cidadãos preocupados e comprometidos possa mudar o mundo; de fato, é só isso que o tem mudado”. Margaret Mead, antropóloga

E como muito bem cantou o sábio Raul Seixas “ eu prefiro ser uma metamorfose ambulante do que ter aquela opinião formada sobre tudo”. Aproveito para agradecer aos amigos de caminhada e a meu marido, que me incentivaram sempre e não me deixaram desistir dessa “metamorfose”. OBRIGADA!

10 comentários:

Taís Vinha disse...

Hegli, seu texto me emocionou muito. É humano, verdadeiro e motivador. Vou botar um link pra ele no Ombudsmãe. E no EAD. Acho que vai fazer muita gente, como eu, entrar no módulo "pensativo". Vc tem razão. Temos que falar menos e fazer mais. Vamos abrir estar discussão. Vai fazer bem pra muita gente. Bjs!

Silvia disse...

Oi, Hegli, que legal que você foi nos visitar! :-)

O Faça é um blog colaborativo, temos uma equipe grande lá. Cada um escreve o que dá na telha, quando dá na telha. Uma bagunça organizada.

Você comentou num post da Denise, mas eu dou minhas investidas por lá também.

Volte sempre, a casa é sua.

Ana Maria disse...

Hegli
Conheci seu blog através do blog Ombdusmãe... é muito bom começar um dia lendo um texto bem escrito! Como a Taís comentou, pensativo e motivador - parabéns!

Hegli disse...

Taís, obrigada pela força e por divulgar esse relato.
Estive todos estes dias fechando as notas, corrigindo trabalhos do bimestre...
Preparar aulas motivadoras e dinâmicas para que meus alunos possam compreender coisas básicas em arte está sendo meu desafio para agora.
Ah! Consegui, com ajuda de um professor também muito dedicado, montar um ateliê na escola, cederam uma sala que é pouco utilizada (que abriga algumas caixas e estantes), colocamos bancadas e cadeiras. Assim posso fazer “arte” de verdade, mexer com cola, tinta e cortar papel sem me preocupar e perder tempo em arrumar e limpar toda a sala para o professor seguinte. E lá é nítido como eles produzem mais e melhor. Liberdade para criar é fundamental. As aulas teóricas continuam na sala de aula deles e isso cria uma divisão saudável entre a hora de aprender a teoria e a hora de praticar a arte.

Silvia, adorei o seu blog, FAÇA é muito sugestivo, rs.
Fazer mais, reclamar menos, não desistir nunca...
É o que temos que passar aos outros.

Ana, seja bem vinda! Apareça, opine, sugira, a casa é sua tb!

E aos demais que deixam mensagens em meu email, obrigada pelo carinho e pela força.

Bjus a tod@s!

Patrícia disse...

Fiquei emocionada lendo seu texto! O mundo pode ser mudado pois ainda existem pessoas como você e que bom que você é minha amiga.

Alexandra disse...

Olá.....parabéns pelo texto e pelo trabalho.....conheci você há pouco mas já te admiro e, como já foi dito, seu texto é muito motivador e me fez refletir bastante...que bom exitir pessoas como você.....

Hegli disse...

Oi Ale, obrigada pelo prestigio, por parar alguns minutos para ler meu blog, fiquei muito feliz...

Pra quem nao sabe a Alexandra é professora na escola em que eu estou me "metamorfoseando" e batalha muito para um meio ambiente mais saudavel e justo.

Bom ter esse retorno...

Bjus

Giulia disse...

Olá, Hegli, adorei seu blog, só conheci agora depois do seu comentário no EducaFórum. Vou colocar um link para este post lá, ok? Grande abraço e vamos trocar figurinhas!

Hegli disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Hegli disse...

Oi Giulia, obrigada!
Tb gostei do teu espaço na web... acho seu blog muito mais que interessante, ele é necessario!
Bjus