segunda-feira, 22 de junho de 2009

EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO AMBIENTE ESCOLAR

A principal dificuldade em se praticar a Educação Ambiental no cotidiano do ambiente escolar se dá na generalizada incompreensão do significado de meio ambiente. É comum perceber o não entendimento de que o meio ambiente não é apenas fauna e flora, e que os seres humanos também fazem parte da natureza. Boa parte daquilo que se diz tratar de Educação Ambiental hoje em dia, na verdade, se identifica com atitudes desvinculadas do contexto no qual se insere ou com o qual interage, alicerçadas em conceitos vazios, palavras ocas ou ativismo irrefletido. Essas ações pontuais são indesejáveis para quem pensa uma Educação Ambiental crítica e transformadora.

No que tange à Educação Ambiental e sua relação com a escola em trabalhar temas atuais percebemos que a tendência a sobrevalorizar as respostas tecnológicas diante dos desafios ambientais acaba por criar uma abordagem despolitizada da temática ambiental, culminando com uma perspectiva limitada ou inexistente sem ênfase nos problemas ligados ao consumo e modos de produção. Falta a relação entre as dimensões sociais e naturais e a contextualização econômica e política em relação à responsabilidade sobre os impactos ambientais, banalizando as noções de cidadania e participação que na prática são reduzidas a uma concepção totalmente passiva. Não podemos simplesmente implantar a coleta seletiva sem antes discutir a extração de matéria prima, utilização de recursos naturais, modos de produção, consumo e descarte de lixo, por exemplo. É preciso problematizar, é preciso haver um processo para que a coleta seletiva faça sentido aos alunos.

Comportamentos ambientalmente e socialmente corretos representam, antes de tudo, a ética no sentido mais amplo de seu significado, ou seja, a ética universal. Isso se refletiria em cumprir o desenvolvimento voltado para a sociedade sustentável, um desenvolvimento que proporcione verdadeiras melhorias na qualidade de vida humana e que, ao mesmo tempo, conserve a vitalidade e a diversidade do planeta. Cada indivíduo precisa compreender que é parte integrante do ambiente e que, através de suas ações, é agente modificador do mesmo, participante da sociedade, interagindo como iguais e compartilhando os mesmos direitos e deveres.

12 comentários:

Taís Vinha disse...

Oi Hegli, demorei porque queria ler com calma. Este seu texto me interessa muito, pois estamos organizando um grupo de pais interessados em implantar um verdadeiro movimento pró-sustentabilide na escola dos nossos filhos. Acho que está na hora da educação ambiental sair dos livros e das apostilas. Como você diz, a coisa está muito teórica ainda e distante. As crianças (e adultos - eu, até outro dia) não conseguem entender, o porque das práticas ou acham que tudo se resume a não matar onça pintada. Acho que educação ambiental na escola é mais do que estudo, tem que virar hábito diário. A escola tem que virar um centro onde as pessoas agem dentro daquilo que é estudado. Tem que ter compostagem com a sobra da merenda, tem que ter reuso da água, tem que repensar o que se consome na cantina, tem que se manter uma hortinha orgânica pra consumo dos alunos e funcionários, tem que saber usar o papel, estimular a carona, enfim...na escola tem que se agir como se age (ou se deveria agir) em casa, e com o hábito, fica tudo muito natural e fundamentado. Vou repassar seu texto para os outros pais do grupo. Vai nos ajudar muito. Um beijão

Depois me conta da reunião.

Hegli disse...

Oi Taís, que bom que gostou... está bem técnico porque é parte do meu TCC da pós em Educação Ambiental, cujo tema foi a escola. Por isso sinta-se a vontade para tornar o texto mais didático se for necessário.

Quando digo a respeito das atitudes desvinculadas do contexto no qual se insere ou com o qual interage, alicerçadas em conceitos vazios, palavras ocas ou ativismo irrefletido é justamente isso o que vc citou sair dos livros e das apostilas, não achar que não matar onça pintada, proteger a Amazônia, plantar uma árvore, salvar o Planeta é tudo o que pode ser feito.

Que bom que estão se organizando, os movimentos só funcionam assim, alicerçados em informações, com organização e como vc disse, fazendo virar hábito. Como digo sempre em minhas palestras querer mudar sem se organizar e sem se informar é “ter uma boa intenção + uma prática ingênua”, acabamos reproduzindo algo que nem sabemos se é correto.


Um dos problemas na escola hoje em dia é o fato de comemorações do dia da arvore ou do meio ambiente e a coleta seletiva passar para muitos pais a “impressão” de dever cumprido em relação à sustentabilidade. Refletir criticamente sobre as nossas atitudes, repensar hábitos e colocar novas rotinas em prática é, na minha opinião, um dos maiores desafios na educação ambiental contemporânea.

Bjus e obrigada pelas dicas que servem para todas as escolas
Hegli

Silvia disse...

Hegli, você acha que o teu TCC poderia ser útil para a gente? Talvez um embasamento teórico possa nos ajudar a convencer as pessoas da necessidade da educação e da ação ambiental.

O trabalho foi publicado, está disponível de alguma forma?

Hegli disse...

Silvia, acho que o TCC não seria muito útil não porque ele foi super direcionado pra um assunto, a água na escola. O que eu postei faz parte da introdução, mas é que também eu já estou discordando de algumas coisas que eu pensava na época em que fiz (rs), isso é que é ser contemporânea...
Porém, podemos conversar sobre o que for necessário e ajudar outras pessoas que utilizam o Blog. Instalei o contador há uma semana e tive mais de 140 acessos. Vejo que muita gente ainda não sabe como participar, debater, contribuir...
Quem sabe nós podemos começar a trocar informações, do que somente eu disponibilizá-las aqui e aguçar o debate.
Quanto a ação de convencimento, estou lendo um livro sovre mobilização social e estou gostando, quem sabe tiro algumas idéias para um dos proximos posts!
Bj
Hegli

Silvia disse...

Legal, Hegli. Se tudo der certo e a gente conseguir combinar os horários, teremos a primeira reunião do grupo em julho, né, Taís? ;-)

Eu tenho muitas ideias, mas não sou educadora (não no sentido formal, sou "só" mãe); eu vou ficar só dando pitaco, de enxerida que sou.

Hegli disse...

Oi Silvia,
Como não é educadora? É sim, mãe e educadora, preocupada e dedicada. Existem tantos professores formais que não são educadores... apenas transferem ensinamentos, os educadores são interessados, se atualizam sempre e estimulam os educandos a pensarem, elaborarem, refletirem a respeito do que se ensina.
Boa sorte na reunião e me conte depois!
Bjus

kel disse...

Oi Hegli, estou no sexto periodo de pedagogia e sempree me interessei muito pela preservação do planeta, é tão grande a minha sede de conheciemento pelo assunto, que o meu TCC, será sobre ecucação ambiental, especificamnete quais as causas que dificultam por parte dos professores de trabalhar esse tema tranverssal em sala de aula. Emfim gostaria de saber se você pode me dá alguma ajuda,me indicar algum livro,texto,artigo e tirar minhas dúvidas.Gostaria muito de ouvir asua opinião.Obrigada.

Hegli disse...

Olá Kel
Posso indicar várias coisas sim.
Se me der mais informações sobre o tema que está escrevendo, eu posso te indicar algumas publicações.
Fico aguardando!
Abraços
Hegli

kel disse...

Oiiii tudo bem? desculpa a demora agora que pude mexer no meu TCC,por isso só agora vi a sua reposta. Bem o meu tema é COMPROMETIMENTO DAS ESCOLAS COM O DESENVOLVIEMNTO DOS PRINCIPIOS DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL.
PERGUNTA: QUAIS AS CAUSAS QUE PODEM DIFICULTAR O DESENVOLVIEMNTO DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL POR PARTES DOS PROFESSORES EM SALA DE AULA?
Espero que esteja facil de entender e aguardo uma resposta.OBRIGADA!!!

Hegli disse...

O principal: A PROPOSTA DO PROJETO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL NÃO SER CONSTRUÍDO EM CONJUNTO COM ELES (professores).
Há também que se lembrar que a escola é constituída por diversos componentes importantes além dos professores. Um projeto construido e planejado de maneira participativa motiva toda a equipe a batalhar para que ele dê certo.
Abraços e espero ter ajudado você a achar uma linha de pesquisa para estudar para seu TCC.
Hegli

Judy Aguiar disse...

Me ajudou muito os seus post Hegli.

Hegli disse...

Olá Judy, bem vinda! Obrigada!
Depois deixe seus comentários com suas opiniões/ reflexões. Assim ajudaremos mais pessoas a pensarem a respeito.
Abraços
Hegli